Terraço algarvio!

05-09-2015 22:14

    Aquela casa branca, tipicamente algarvia e assentada numa das ruas principais da vila, é encimada por um vasto terraço. Umas escadas estreitas e algo sinuosas levem-nos àquele espaço. De chão castanho e muro branco, dali se avista a ponte para a travessia do Guadiana rumo a Espanha, as luzes de Ayamonte (ou Aiamonte como o computador insiste em querer escrever), as luzes de Vila Real de Santo António, os topos de todas outras casas da vila e o castelo altaneiramente medieval que vela pelos habitantes.

    A MJ adora aquele eirado, aquela casa que vem já dos seus avós e lhe recorda vivamente o pai. Um pouco acima fica a igreja onde foi batizada, ali ao lado, pela rua abaixo, habitam primos e primas. Ao serão, relaxando numa cadeira de praia, absorve os olores a maresia, os sons dos vizinhos da terra que dão uma volta para aproveitar o calor menos intenso da noite e descansa, distanciada dos quiproquós da vida na cidade onde habita, a quase 400 km dali.

    Em paz, calma e aprazivelmente, inspira profundamente, e, com languidez, abre os olhos, sentindo-se confortável na sua varanda do apartamento lá longe. A delicia das memórias que conferem o poder de nos teletransportar para locais onde fomos, somos e, quiçá, seremos felizes!