Sábado no SPA

17-07-2014 22:48

Sábado, 5 de julho de 2014

E nada como ter casa cheia… Aqui, onde ela permanece, as realidades cambiam de um minuto para o outro. Adormeceu desacompanhada na suite. Cinquenta e oito minutos passados das três da manhã adveio a primeira confrade. Muitos funcionários e maquinetas diversas a acompanhavam nesta sua deambulação pelos corredores do SPA. A instalação foi paulatina, liga máquina, coloca líquidos vários em tubinhos ligados ao corpo, et caetera. Este tratamento deve ser bem mais especializado, tal a azáfama que acarreta. Afinal estamos mesmo numa instalação de cinco estrelas.

De manhã, renovada ferroada na barriga, mais uma drageia, e chegada de mais uma cliente. Vem de longe, acompanhada por funcionários de outros pisos deste edifico vasto. É definitivamente um local desejável, as camas deste aposento estão já todas habitadas…

A existência por aqui corre assim, pessoas que andavam nos seus afazeres e que para aqui convergem numa hora de repouso imposto, ansiado, quem sabe!
E já é sábado. Para onde foi o tempo que se escoou na demora de minutos infinitos?