Falhas e faltas em Português!

19-08-2014 14:50

    Há coisas, para ela, um pouco difíceis de entender. A maioria das pessoas em Portugal batalha-se bravamente contra um acordo ortográfico que, acredita ela, nem bem conhecem. Mas ao escrever algo, em locais públicos, não se coíbem de o fazer com escabrosos e aviltantes assassínios à língua portuguesa, com ou sem acordo!

    Percorrendo aleatoriamente cartazes, panfletos publicitários, e as páginas na net encontramos valiosas pérolas.  O c ganha cedilha em “aconteçer”; “derrepente” agrega-se; “de preça” passa a significar rapidamente; o “á” tem sempre o assento ao contrário e no verbo haver aparentemente existe a forma “á algum tempo”

    É claro que todos escrevemos muito depressa, aliás à velocidade com que vivemos o dia o dia, as teclas baralham-se e a culpa é dos dedos. E todos somos humanos e cometemos erros, alguns até por simpatia linguística. Mas o computador até ajuda, tem algo que nos permite corrigir palavras com sílabas trocadas ou mesmo frases mal ordenadas. Porque não fazer uso disso? Pelo menos aquelas pessoas que têm responsabilidade publicitária, ou que escrevem em páginas que até pretendem transmitir profundos e essenciais pensamentos psicológicos, que tenham o cuidado de passar os textos pelo word…Ajuda e avilta menos quem lê… E não, a culpa de muitos destes erros, e outros que não lhe brotam agora da memória, não é do acordo, nem de se possuir mais ou menos escolaridade… A "culpa" é do desuso de escrever algo com brio, ela dixit...