Ela aqui continua...

17-07-2014 22:40

Quarta feira, 2 de julho de 2014

Ela aqui continua…

O tratamento SPA de hoje incluía verificar a possibilidade de expelir a incómoda obstrução da artéria da gâmbia destra… não deu, nem a artéria se vislumbrou… talvez estivesse acanhada ou tivesse achado descomedida a usurpação e, como tal, resolveu camuflar-se de lesão.

Depois de esperar numa sala imaculada e azul, repleta de embalagens esterilizadas com instrumentos vários, e condiscípulos de terapia, uns mais zen que outros, passou para a sala principal. Esta era branca, tudo brilhava. Um enorme candeeiro detinha-se suspenso sob uma cama alta e esguia, de pernas elegantes, bem como uma parafernália de ecrãs com números e linhas que desenhavam montanhas no negro de fundo.

A ferroada dormente era esperada, o ardor também… mas a sensação química de implosão iminente no membro direito… essa foi inusitada, inesperada, medonha, de tirar o folego e a razão, ainda que de curta duração, com “rewinds” estratégicos. Seria esta a surpresa extra anunciada pelos publicitários do SPA? Pensando bem, levou-a mesmo às nuvens… a um local onde se vai já sem saudade. Garantido era perder líquidos… e isso perdeu, dando um aspeto rubro ao lençol… e pronto, após uma funda inspiração, umas compressões e um adereço novo na virilha, lá seguiu caminho. Transportada no leito, sim porque isto de SPA tem estas mordomias… ser transportada, passar horas imóvel, em repouso absoluto da perna intervencionada.

À volta dela, durante o dia, a vida no SPA seguiu. Murmúrios, gritos e gemidos, gente que limpa, gente que trata, gente que aqui não quer mais estar, outros que chegam…E aqui pensa que, mesmo não o querendo ou nunca o tendo planeado, este é realmente o único sitio onde paramos, onde a vida que vivemos passa a fazer mais sentido… ou menos. Enfim, amanhã cá continua, desta feita com um dispositivo ligado a si… bem calhando ajuda a perder umas gorduritas localizadas. Afinal, está num SPA!